Sobre Não Saber

Eu gosto de opinar sobre os mais variados assuntos. E, por isso mesmo, sou corrigido com frequência em muitos deles. O que acaba me provocando ao estudo.
Essa é uma realidade forçada pelas redes sociais. Não sei se, exatamente, na necessidade de se relacionar mas somos quase que obrigados a ter uma opinião sobre tudo. E quando não são as nossas palavras é o compartilhamento de algum especialista que, de alguma forma, faz sentido pra nós.
Mas como posso ter certeza de que, por exemplo, A é a primeira letra do alfabeto e Z a última se eu não conheço esse tal alfabeto? Pode haver um artigo razoável explicando isso, mas enquanto não tiver contato mínimo com a alfabetização, será pura especulação.
Isso tem me forçado procurar entender quais são os meus ‘não-saberes’. Saber o que eu não sei para não viver de suposições.
Porque, pralém das decisões pessoais e opiniões postadas, está o julgamento da outra pessoa. E não é preciso ser muito esperto para perceber a lógica binária que rege a vida da maioria dos seres humanos, muito além da política que é campeã nesse quesito.
Vítima, como bem lembra a filosofa Márcia Tiburi, é aquela pessoa para qual a justiça é sempre tardia. É alguém que foi marcado por algo que eu não compreendo plenamente e o máximo que me cabe é o exercício da empatia.
Mas ignorar que não sabemos o que uma vítima de injustiça passou, seja qual tipo for, nos coloca no papel de justiceiro – aquele que encarna o juiz e o carrasco, nunca a justiça, o perdão e a compaixão.
Mas parece que só enxergamos isso, as vezes de forma turva, quando vemos uma matéria no jornal. Uma realidade distante de nós.
Por não sabermos que somos injustos vivemos a lógica da inversão.
Mais do que simples retórica, procurar saber quem não somos e o que não sabemos pode salvar vidas e nos empurrar um pouco mais pra perto da justiça no nosso cotidiano.
Empatia e compaixão só fazem sentido no não saber.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sobre Não Saber

  1. Muito bom!
    Acho que merece um outro artigo para ampliar essa ideia do “Empatia e compaixão só fazem sentido no não saber”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s