Dois Espasmos

Estranho mundo de ROD!

Foram dois espasmos. Mas ninguém notou. João era paisagem cinza, encostado no muro. Chapisco. Incrustado no mundo.
Era somente mais um bêbado. A baba branca devia ser raiva. A barba branca, quem sabe das suas histórias?
Somente a morte da filha nos tempos áureos da vida lhe dera um aperto tão forte no coração. Um soco de realidade que lhe retirava o sopro – o fôlego.
Fora notado na manhã seguinte. O vagabundo não acordara do seu sono debaixo da marquise do banco. A imagem de Deus jazia sem tumba no chão.
E John Donne se iludiu. Eu não pergunto por quem os sinos dobram. Dobraram por João, mas eu nem percebi.
Foram dois espasmos. Dois pequenos espasmos.

View original post

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s