Hoje

Hoje me retirei. Totalmente decidido. Não infinito. Mas fique tranquilo. Não desisti.
Hoje me lembrei. Sinto falta. Não de você, de tu ou de ti. Sinto falta de mim.
Hoje assoprei velas. Não era aniversário. A luz havia ido embora. O fogo veio. A luz voltou. Assoprei.
Hoje confessei. Me abri. Sangrou. Um rio de vida, amor e ódio. Mas nem meu rosto vi. Se foi e descobri. A culpa ocupa muito espaço.

Hoje chorei. Ninguém viu. Ninguém se importou. Então sorri. Insensibilidade transpareci.
Hoje eu ouvi. Ainda cansado. Mas absorvi. Maldito sono. Adormeci entre as palavras. Meu próprio sonho invadi. Aborreci.
Hoje apanhei. Senti saudade do cinto, do chinelo e do marmelo. Envergonhei-me. Nem marca vi.
Hoje eu vi. Lembrei. Senti. Na pequena luz. Nos acordes menores. Em Mi.
Senti saudade de mim.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s