Colcha de Retalhos: Identidade, Sofrimento e Coração

É interessante reparar que quando Jesus fala “cada um pegue a sua cruz e me siga” (MARCOS 8:34 – MATEUS 16:24 – LUCAS 9:23) um pouco antes, Ele fala sobre sua identidade (Quem Dizem que Sou?).
E Pedro responde “Tu és Jesus, o Filho de Deus”.

Logo após Ele fala sobre sua Missão (Era necessário que o Filho do homem […] fosse morto).
E Pedro é tão cara de pau, que chama Jesus de canto e O repreende. Jesus quebra as pernas dele falando que, naquele momento, ele estava sendo usado pelo diabo.

Em seguida Jesus chama os discípulos e toda a multidão que está com Ele e lança “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”

Temos mania de poetizar essa parte. Eu já me emocionei várias vezes lendo e pensando sobre “morrer pela causa de Cristo”. Tudo muito lindo. Mas num contexto geral, isso é bem prático, significativo e demanda disposição nossa em sair da zona de conforto.

É como se Jesus dissesse:
“Eu sei quem eu sou. Mas, vocês sabem com quem estão andando?
Eu sei pra onde vou, mas vocês sabem pra onde estão caminhando?
Se não sabem, então posso indicar o caminho. Só não posso dizer que vai ser fácil,  mas me sigam… o primeiro passo vai ser sempre meu e eu sempre estarei com vocês.”

Estava assistindo a série de filmes “Love Comes Softly” e em determinado momento, um homem explica a uma mulher o quanto ele amava sua filha, mas que mesmo andando de mãos dadas com ela muitas vezes ela tropeçaria, cairia e se machucaria. Ela iria sentir dor e, provavelmente, iria chorar. Tudo isso mesmo ela estando de mãos dadas com o pai. A questão é que, apesar disso, o pai jamais deixaria de estar do lado dela. “Eu cuidaria de suas feridas, limparia suas lagrimas, traria aconchego a ela até voltarmos as nossas longas caminhadas novamente”. Acredito que essa é uma boa ilustração do amor paterno de Deus para conosco. Ele sempre vai estar lá.

Em tese, a história mais antiga da Bíblia é a de Jó. É um livro sobre sofrimento e as várias implicações a respeito. Sobre isso, Donald Miller faz uma seguinte análise: “É como se Deus estivesse dizendo ao mundo: ‘Antes de começarmos, há uma coisa que tenho de lhes dizer: as coisas vão ficar ruins’”. Mas ainda sim, a Redenção vêm.

Há algum tempo, descobri que os Hebreus empregavam a palavra “Coração” frequentemente no sentido de ser a “Sede de toda vida mental, inteligência, vontade e emoção”.

Isso me deu muito o que pensar a respeito desses 2 versículos de Salmos.

Salmo 33:11
“O conselho do SENHOR permanece para sempre; os intentos do seu coração de geração em geração.”
Salmo 33:15
“Ele é que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras.”

Chego a algumas conclusões nesse texto, meio colcha de retalhos:

1 – As vezes, invertemos o papel e queremos ser os “protetores de Deus”, loucos na nossa própria sabedoria. Mas impedir que Jesus morra e renasça é impedir nosso renascimento e morte para nós mesmos. O paradoxo da vida.
2 – Posso buscar ser quem eu quiser, mas decidir andar com Cristo é ter a identidade formada nEle, na sua Soberania.
3 – O Conselho de Deus é gratuito e está a nossa disposição. Se o seguirmos, o caminho pode ser árduo mas o destino certo.
4 – Pensar sobre as decisões que temos de tomar, de como descobrir e usar nossos talentos e dons em favor do outro, os sonhos que nos movem; tudo isso foi plantado por Deus. Ele é que forma o coração (Sede de toda vida mental, inteligência, vontade e emoção).
4 – Ele é suficientemente soberano para nos fazer irmãos, amigos e cooperadores do Reino.

Meu desejo é que nossos pés estejam sempre no caminho, mesmo que machucados, sangrando e, até mesmo, vacilantes. Que as mão estejam sempre dispostas a lançar as sementes, mesmo que ásperas e doloridas. E que os corações estejam sempre aquecidos.

“Não ardiam os nossos corações, enquanto ele nos falava no caminho?…” (Lucas 24:32)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s