No Limite or No Limits?

limitesHá cerca de 1 ano e meio atrás eu sofri paralisia parcial do rosto. Foi uma situação bem cômica.

Levantei por volta das 6 horas da manhã e fui escovar meus dentes. Quando fui enxaguar minha boca, me molhei inteiro. O lado direito do meu rosto estava paralisado e eu não conseguia fechar a boca totalmente. Fiquei assustado na hora. Não havia dor nenhuma, assim como, movimento nenhum.

Fui ao médico logo cedo e ele me disse o seguinte.

“Rapaz. Você deve estar com a vida muito corrida. Basicamente o que aconteceu foi que por stress e cansaço, essa foi a forma do seu corpo dizer PARE!”

Fiquei umas 3 semanas com o lado direito do meu rosto imóvel. Me senti o Duas-Caras.

Fiz uma revisão de tudo o que andava fazendo na época. Estava envolvido com algumas coisas da igreja, evangelismo, bandas, faculdade e nesse meio tempo tinha que arrumar tempo pra família e amigos.

Bom. Nada de mais, certo? Errado.

A resposta está exatamente no oposto da pergunta. Era tudo de mais. Não havia limites. E eu sempre dizia “Sim” para tudo e todos.

Eu era o Homem de Ferro até meu corpo travar.

 

Certa vez ouvi a conversa de um amigo que, como desculpa pela falta de atenção com certa pessoa, falou o seguinte: “Desculpe amigo. Mas a vida aqui está muito corrida. Você precisaria ser paulista por pelo menos uma semana pra entender o que estou dizendo”.

Apesar de morar, trabalhar e estudar no interior de São Paulo, minha vida estava no mesmo beat de um paulistano. O que também, por si só, não se justifica.

 

Vendo tudo isso pelo lado de fora, chego à conclusão de que se eu continuasse na mesma pegada, morreria cedo e não realizaria metade dos sonhos e objetivos que tenho para vida. E o morreria cedo não é força de expressão.

 

A bíblia e a própria vida de Cristo nos ensina a andar em equilíbrio. Em coisas simples.

Hora de comer é hora de comer.

Hora de dormir é hora de dormir.

Hora de orar é hora de orar.

Hora de trabalhar é hora de trabalhar.

 

“Há tempo para tudo debaixo do céu…” Eclesiastes 3:1

 

Estamos vivendo em meio a uma geração de cristãos que realmente quer mudar o mundo. É claro que muitos ainda estão no campo das idéias e palavras. Mas há muitos jovens missionários trabalhando mundo a fora. E apesar da motivação da maioria deles ser correta, por vezes a falta de limites, até no compartilhar do Amor de Deus, torna-se prejudicial a eles e as pessoas a sua volta.

Uma amiga me disse o seguinte essa semana. “Nós cristãos confundimos amor com ausência de limites”.

Lembro de um texto que o Jota postou sobre um pastor que foi pedir ajuda ao Mark Driscoll e a Mars Hill, quanto a seu ministério.

Driscoll especulou o porquê dele não conseguir fazer florescer o ministério e depois de questionar a esposa do pastor, descobriu que o problema era exatamente a falta de limites. A paixão pela obra se sobrepôs a sua vida pessoal, seu casamento e a vida em família.

Ele quase perdeu tudo isso numa tacada só. A solução que Mark que arrumou?

Bancou um final de semana para ele e a esposa curtirem e se curtirem, sem o peso da falta de limites do ministério.

 

Viver uma vida equilibrada nessa era “fast-food” é realmente complicado.

E isso acaba gerando até margens para os grandes absurdos teológicos que vemos por ai.

Pessoas que transformam Deus no gênio da lâmpada e querem tudo o que pedir para ontem. E ai de Deus se ele não fizer.

Nós não sabemos esperar e por isso muitas vezes tomamos decisões precipitadas que repercutem por toda uma vida.

 

Eu poderia dar vários exemplos aqui, inclusive da minha própria vida. Mas o ponto central desse texto é; PRECISAMOS TER LIMITES.

E como diria os doutores Henry Cloud e John Townsend no livro Limites – Quando dizer sim / Quando dizer Não, “Limites não são muralhas”. Mas sim cercas com portões. Para que possamos permitir que as coisas boas possam entrar e as ruins possam sair.

Cercas servem também para delimitar os limites de nossa vida. Até onde podemos ir sem nos ferir e sem ferir e invadir os limites do próximo.

 

Essa é uma tarefa árdua e que precisa de bastante disciplina. Mas acima de tudo, necessitamos ter um coração voltado pra Deus e querer realmente ser imitador de Cristo. Ter Sua mente.

Se compreendermos e aceitarmos os desejos de Cristo para nossa vida, consequentemente seremos bons administradores da nossa vida, tempo e limites. E entenderemos que Limites não são prisões, mas sim liberdade!

 

“Pois o Senhor é quem dá sabedoria; de sua boca procedem o conhecimento e o discernimento. Ele reserva a sensatez para o justo; como um escudo protege quem anda com integridade pois, guarda a vereda do justo e protege o caminho de seus fiéis. Então você entenderá o que é justo, direito e certo, e aprenderá o caminho do bem. Pois a sabedoria entrará em seu coração, e o conhecimento será agradável à sua alma. O bom senso o guardará e o discernimento o protegerá” Provérbios 2:6-11

Anúncios

4 pensamentos sobre “No Limite or No Limits?

  1. Amen and amen. Tive que aprender essa dos limites em 2004. Levou um ataque de ansiedade pra eu me tocar. We are human beings and not human doings. Se ate Deus descansou que somos nos para nao descansar e ter limites tmbm. Neh? 😉

  2. Sei como é esse lance de paralisia no rosto, também sofri do mesmo mal no ano passado, foi em uma época que eu estava pirando por muitas coisas… Cara, como eu fiquei com medo de ficar com o rosto daquele jeito p/ sempre, lá se foram um mês de fisioterapia para voltar… Mas por outro lado foi bom, porque como você, consegui ver que estava em alto nível de stress e comecei a colocar limite nas coisas. Creio que Deus não quer uma vida tão doida e “sem tempo” assim para nós.
    A paz… =)

  3. mano… tá aí uma parada q nao sinto falta de Sampa… a loucura corrida…rsrrs

    Quando cheguei em Sampa eu ficava p*** pq o pessoal vivia a milhão… e dizia q nao ia ficar dessa forma… Mano, quando menos percebi tava no mesmo pique…. até andando na rua era a milhao.. e olha q nem tinha motivos…rs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s